Subida de Aécio nas pesquisas faz a Bolsa ter alta
25-Out-2014
aecio nevess.jpg
 Depois de quatro dias consecutivos de queda, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou  com 2,42% de alta. Nos dois casos, os rumos da sucessão presidencial são apontados por investidores e analistas econômicos como o motivo das oscilações.

Antes, a bolsa caiu e o dólar subiu em razão das pesquisas que mostraram o crescimento da candidatura Dilma Rousseff (PT), que, conforme o Ibope e a Datafolha, se descolou da candidatura Aécio Neves (PSDB). A perspectiva de reeleição da atual presidenta da República afetou negativamente as ações das empresas estatais e a desvalorização do real.

Hoje, dois fatos reverteram essa tendência: reportagem da revista Veja, com novas informações sobre o envolvimento do PT no escândalo da Petrobras, e pesquisa do instituto Sensus com números bastante diferentes daqueles divulgados pelo Datafolha e pelo Ibope.

Segundo o Sensus, Aécio tem 54,6% e Dilma, 45,4% dos votos válidos. A margem de erro é de 2,2 pontos para mais ou para menos, e foram realizadas 2 mil entrevistas em 24 estados brasileiros entre 21 e 24 de outubro. A pesquisa foi registrada na Justiça eleitoral com o número BR-01166/2014.

Os números do Instituto Sensus consolidaram no mercado financeiro a sensação de que a eleição presidencial não está decidida, aumentando as expectativas de vitória da oposição neste domingo.

Por isso, estatais como a Petrobras e a Eletrobrás tiveram nesta sexta-feira alta ao redor de 5%. O dólar caiu 2,26%, encerrando a semana com a cotação de R$ 2,457. Apesar da melhora do desempenho, as perdas acumuladas pela Bovespa desde segunda-feira somam 6,8%.

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Atualizado em ( 25-Out-2014 )
 
COLUNA DE SÁBADO
24-Out-2014
O Pacote do Barulho 
policia militar da paraiba.jpg
Um grande problema, com desenrolar imprevisível, vem na esteira da aprovação da PEC que reintegra cerca de 500 ex-policiais militares ao serviço ativo. A impressão que se tem, de imediato, até entre muitos supostamente beneficiados, é que tão logo a matéria vire Lei eles trocarão os trajes civis pelo uniforme. Não é bem assim e a euforia pode se transformar em frustração para muitos.
De inicio, dificilmente o Governo chancela a decisão da Assembleia, devendo entrar com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade, uma ferramenta justa, para contestar a matéria. Além do que, a admissão não ocorrerá em “pacote”, sendo necessário que um a um, individualmente, requeira o beneficio que a Lei assegura.
Não se questiona que não legião dos beneficiados, em torno de 500, material prima para encher mais de cinco regimentos, não exista alguém com seus direitos usurpados, injustiçado, merecendo da Justiça a devida correção. Mas há casos de deserção, expulsão por conduta não recomendável à caserna e até aventureiros que resolveram voltar depois de um longo período fora.
Obviamente, passados mais de 20 anos, estão totalmente sem identificação com a missão que querem voltar a abraçar. Alguns,  massacrados pelo tempo, sem condições de exercer o papel de um militar da ativa, que requer condições físicas superiores a outras atividades.
Mesmo assim, todo caso deve ser apreciado e revisto, de modo a fazer justiça e corrigir distorções. Quem preencher os requisitos, que seja beneficiado! O que não pode é a Policia Militar absorver, sem questionar, o pacote jogando em seu colo. A questão é delicada e promete!

EM BENEFÍCIO DO APOSENTADO
Nada mais justo. O aposentado que retornar ao trabalho poderá ficar isento da contribuição para a seguridade social. E o que dispõe a Proposta de Emenda à Constituição, da senadora Lídice da Mata (PSB-BA). A PEC aguarda designação de relator na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania. 
A autora argumenta que muitos aposentados retornam ao mercado de trabalho justamente porque os benefícios previdenciários pagos pelo INSS são baixos. Mas, ao retornar à atividade laboral, acrescenta Lídice, o idoso volta a pagar a contribuição para a seguridade social, o que a senadora considera injusto. Lídice lembra que a isenção da contribuição social ao aposentado que volta à ativa, poderá beneficiar também o empregador, que não terá que arcar com sua parcela da contribuição social.

QUEBRA-MOLAS

Proibir a colocação de ondulações transversais – lombadas ou quebra-molas – em rodovias é o que propõe o Projeto de Lei 7.492/2014. A justificativa da matéria diz que embora vise à proteção de pedestres, o quebra-molas está bem longe de ser a solução mais adequada e conveniente para a segurança rodoviária. Os quebra-molas podem causar, o autor cita, além dos acidentes, congestionamentos e desgaste de veículos. Se fosse bom, os países desenvolvidos não evitavam.

INTERLESO
Tem sorte esse rapaz que, conforme noticia a imprensa paraibana, comprou pela Internet 10 iPhones, pagou R$ 8 mil e quando recebeu um pacote pensando se tratar da encomenda solicitada, deparou-se com um coco seco e uma garrafa de refrigerante. Não faz muito tempo, paguei R$ 900 reais por um aparelho no site “Compre da China” e, até hoje, não recebi sequer, uma castanha. 

VOLUME MORTO
Ontem, em plena efervescência da desinformação das pesquisas, um tucano apostava nos bastidores prevendo a vitória de Aécio Neves, fazendo um paralelo do termo paulista com o potencial de votos do maior colégio eleitoral do País: “Eu aposto sempre no volume morto”. Ao que o jornalista Juarez Amaral, sinônimo de audiência na região de Campina, comentou:  “Esse negócio de acreditar no volume morto  quem diz é a namorada de Fernando Henrique para o próprio”.

ALTERNATIVA
A energia eólica já atende a cerca de 20% da demanda instantânea do consumo no Nordeste e a 12% dos megawatts médios gerados, de acordo com o Operador Nacional do Sistema Elétrico. A Companhia Hidro Elétrica do São Francisco foi a responsável pela interligação da maioria dos parques eólicos do Nordeste ao Sistema Interligado Nacional, permitindo o aproveitamento dessa energia. Não País,  o Rio Grande do Norte lidera com (1.158 MW),seguido de perto pelo Rio Grande do Sul.  

FINALMENTE
Depois de 20 anos tramitando no Congresso, seguirá agora para a Comissão de Ciência e Tecnologia  projeto que tem como objetivo definir normas para regionalização da produção cultural, artística e jornalística nas emissoras de rádio e TV, criando cotas para a programação local. O projeto teve início na Câmara dos Deputados e, no Senado, já foi aprovado na Comissão de Constituição e Justiça.



Seja o primeiro a comentar este artigo.

Atualizado em ( 25-Out-2014 )
 
TSE nega pedido de Dilma para retirar matéria de Veja do Facebook
24-Out-2014
tse.jpg
 O pedido para retirada da reportagem publicada ontem (23) na página do Facebook da revista Veja feito pela coligação de apoio a candidata Dilma Rousseff (PT) foi negado nesta sexta-feira (24) pelo TSE.
 
A matéria apresenta o seguinte título: “Tudo o que você queria saber sobre o escândalo da Petrobrás: Dilma e Lula sabiam”. A reportagem acrescenta que o doleiro Alberto Youssef disse que Dilma e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sabiam do esquema de corrupção na Petrobras.

Na representação, a coligação de Dilma acusa Veja de ter antecipado sua edição para sexta-feira para “tentar afetar a lisura do pleito eleitoral”. A representação diz ainda: “a matéria absurda de capa [...] imputa crime de responsabilidade à candidata Representante (…) e a mensagem ofensiva da capa da revista tem por objetivo bem delineado: agredir a imagem da candidata Representante” .

Para negar o pedido o ministro Admar Gonzaga alegou que o artigo da lei eleitoral citado na representação (art. 57-D, § 3º, da Lei das Eleições) para pedir a retirada do ar não está em vigor nas eleições deste ano. Com isso, a representação foi arquivada, sem julgamento sobre o conteúdo.

“O dispositivo invocado para a suspensão da veiculação (§ 3º do art. 57-D da Lei nº 9.504/1997), consoante entendimento deste Tribunal Superior (Consulta nº 1000-75), não tem eficácia para o pleito de 2014, razão pela qual indefiro liminarmente a petição inicial e extingo o processo sem resolução do mérito, nos termos do art. 267, I, do Código de Processo Civil”, diz o despacho do ministro.

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Atualizado em ( 24-Out-2014 )
 
Veja: doleiro diz que Dilma e Lula sabiam de corrupção na Petrobras
24-Out-2014
capa-2397.jpg
 Intitulada “Eles sabiam de tudo”, reportagem de capa da próxima edição da revista Veja diz que o doleiro Alberto Youssef, “caixa do esquema de corrupção na Petrobras”, revelou em depoimento que a candidata à reeleição, Dilma Rousseff (PT), e o ex-presidente Lula “tinham conhecimento das tenebrosas transações na estatal”. A publicação de trecho da reportagem foi antecipada na quinta-feira no site de Veja.

Nesse material, a revista relata o ritual da delação premiada que Youssef faz, desde 29 de setembro, à Polícia Federal e ao Ministério Público em Curitiba. Segundo a revista, que chega às bancas no próximo sábado (25), véspera das votações de segundo turno, o “estado de espírito” de Youssef, “antes afeito às sombras e ao silêncio”, agora é outro.

“Encarcerado desde março, o doleiro está bem mais magro, tem o rosto pálido, o cabelo raspado e não cultiva mais a barba. [...] Youssef mostra desassombro para denunciar, apontar e distribuir responsabilidades na camarilha que assaltou durante quase uma década os cofres da Petrobras. Com a autoridade de quem atuava como o banco clandestino do esquema, ele adicionou novos personagens à trama criminosa, que agora atinge o topo da República. Perguntado sobre o nível de comprometimento de autoridades no esquema de corrupção na Petrobras, o doleiro foi taxativo:

— O Planalto sabia de tudo!

— Mas quem no Planalto?, perguntou o delegado.

— Lula e Dilma, respondeu o doleiro.”

Confira aqui o material que Veja publicou na noite desta quinta-feira em seu site

Ao site do jornal O Globo, o advogado de Youssef disse estar “surpreso” com a revelação de Veja. Antonio Figueiredo Basto confirmou o depoimento do cliente à Polícia Federal, mas disse desconhecer a afirmação sobre Dilma e Lula.

“Eu nunca ouvi nada que confirmasse isso [que Lula e Dilma sabiam do esquema de corrupção]. Não conheço esse depoimento, não conheço o teor dele. Estou surpreso”, disse Basto, acrescentando que nenhum dos advogados de sua equipe confirma a informação. “Estamos perplexos e desconhecemos o que está acontecendo.

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Atualizado em ( 24-Out-2014 )
 
<< Início < Anterior | 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 | Próximo > Final >>

Resultados 1 - 14 de 3717

Frase do dia

  "Em todos os partidos tem gente corrupta"

Da presidenta Dilma, dizendo uma verdade, mas ignorando que perto dela tem gente exagerandorites



 

Busca

DataBaby

Na sua opinião, por que o Brasil perdeu a Copa?
 

Arquivos

http://www.blogdogeovaldo.com.br/images/stories/twitter.png http://www.blogdogeovaldo.com.br/images/stories/facebook.png
Agencia Virtual
Gráfica Marcone
FIEP