Romero evita debate político sobre novo escândalo envolvendo irmãos Vita
30-Jul-2015
"Que vão à Justiça prestar contas sobre as graves denúncias"

romero_rodrigues.jpg
 Instado a comentar o escândalo envolvendo a gestão anterior, agravado pelas entrevistas do ex-tesoureiro Rennan Trajano à Folha de São Paulo e à imprensa paraibana, o prefeito de Campina Grande,  Romero Rodrigues, disse que o assunto não faz parte de suas preocupações, enfatizando que seu foco é continuar administrando bem a cidade.
 
- Olha, quem for acusado que se defenda nas instâncias adequadas. É um problema de Justiça e eu confio muito nas nossas instituições. Minha preocupação continua sendo a de tocar os projetos traçados para Campina Grande, nesse momento de grandes dificuldades que o País enfrenta”, comentou.
 
O prefeito de Campina Grande disse ainda que não adianta ninguém, ao tentar desqualificar as acusações, procurar levar o assunto para o campo político, buscando desviar a atenção para a gravidade das acusações. Romero destaca que as denúncias desconcertantes vieram de um membro do próprio grupo que administrou Campina no passado.
 
- Não faz parte de minha postura fazer política nesse nível. É visível que se trata de uma luta intestina desse grupo, por questões mal resolvidas entre eles, que deve ser tratada no âmbito da Justiça. Meu foco é Campina, que tem projetos e caminha para um grande salto no seu desenvolvimento”, acentuou Romero.
 
O prefeito voltou a comentar o êxito que foi o Maior São João do Mundo, edição 2015, e revelou que andam a passos largos os entendimentos para a consolidação do Complexo Aluízio Campos, onde está sendo edificado o maior conjunto habitacional em construção no País, com mais de 5 mil unidades habitacionais, com toda infraestrutura necessária, que darão suporte habitacional a centenas de empresas que irão funcionar em seu entorno.
 
Romero destaca, ainda, que no devido momento fará questão de comparar sua administração com a anterior, seja no aspecto ético, de realizações, prestação de serviços e respeito ao erário. "Mas o momento mesmo é de manter o foco na gestão e deixar os que têm de prestar contas à Justiça tentar se defender de fatos escandalosos que abalaram a opinião pública paraibana", concluiu.







Seja o primeiro a comentar este artigo.

 
Estimativa de FPM para 2015 cai R$ 1,8 bilhão,acentuando a crise dos municipios
25-Jul-2015
fpm_queda.jpg
 Com o anúncio da redução da meta de superávit primário e o corte adicional no orçamento deste ano divulgados no Relatório de Avaliação de Receitas e Despesas Primárias do 3.º bimestre, a Confederação Nacional de Municípios (CNM) divulga nota acerca do assunto.

O Ministro da Fazenda, Joaquim Levy, divulgou que a meta de economia para pagar os juros da dívida caiu de R$ 66,3 bilhões para R$ 8,747 bilhões. Anteriormente, o superávit seria de 1,19% do Produto Interno Bruto (PIB), mas com a reavaliação a previsão é de 0,15% do mesmo.

Os Estados e Municípios também tiveram suas metas de superávit reajustadas: de R$ 11 bilhões (2% do PIB) para R$ 2,9 bilhões (0,05% do PIB). Seguindo a política fiscal de restrição orçamentária, o governo anunciou uma redução de R$ 8,6 bilhões no orçamento do ano. As medidas, segundo o Ministro, buscam a maior proximidade das estimativas com a realidade e uma maior transparência na política fiscal.

Dados macroeconômicos
A CNM informa que o relatório traz também estimativas do governo para dados macroeconômicos como a taxa de crescimento do PIB e a inflação para 2015. Segundo o relatório, a previsão para 2015 do crescimento real do PIB foi reduzida de ‐1,20% para ‐1,49%, sendo que tal queda impacta o mercado de trabalho e, consequentemente, a taxa de crescimento da massa salarial nominal.

A entidade ressalta que a redução da massa salarial interfere diretamente na arrecadação do Imposto sobre a Renda (IR), um dos principais componentes do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

A previsão para o índice de inflação (IPCA) passou de 8,26% para 9,0% interferindo negativamente na decisão de consumo e nos recolhimentos do Imposto sobre Produto Industrializado (IPI) que também compõe o FPM.

Queda de projeção
A projeção do total do FPM para o ano de 2015, de acordo com este relatório do 3º bimestre, é de R$ 85,567 bilhões frente aos R$ 87,446 bilhões previstos no relatório anterior, ou seja, R$ 1,879 bilhões a menos em transferências constitucionais aos Municípios.

Esta queda de 2,2% é ainda maior quando comparada a previsão da Projeto de Lei Orçamentária Anua (Ploa) de R$ 91,106 bilhões: 6,47% a menos para o fundo. A Confederação já havia alertado aos gestores municipais que as estimativas do governo federal para os repasses ao fundo estavam superestimados e em desacordo com a realidade de instabilidade econômica que o país

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Atualizado em ( 25-Jul-2015 )
 
Ministério Público emite parecer favorável à criação de um novo partido
25-Jul-2015
partidos-politicos_salada.jpg
 O Ministério Público Eleitoral emitiu parecer favorável à criação do 33º partido político brasileiro. Trata-se do Partido Novo, agremiação política com evidente inspiração liberal (menos Estado e mais indivíduo) e foco na eficiência da gestão pública, que apenas aguarda a deliberação do plenário da corte eleitoral para poder participar das eleições do próximo ano.

Para tanto, a maioria dos ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) terá de dizer “sim” ao Novo até outubro deste ano. Caso venha ser referendada, a sigla adotará o número 30.

O documento assinado pelo vice-procurador-geral eleitoral, Eugênio José Guilherme de Aragão, na terça-feira (21) afirma que, apesar da “pequena divergência entre o total de apoiamentos”, o Novo cumpriu todas exigências legais para se tornar a mais nova sigla partidária do país.

“O apoiamento mínimo de eleitores necessário ao deferimento ao deferimento de registro de partido político corresponde a 0,5% do total de votos dados na última eleição geral para a Câmara dos Deputados”, afirma o parecer do Ministério Público. Este número equivale a 486,6 mil assinaturas. O Novo conseguiu 492,4 mil.

Presidente do Novo no Distrito Federal, Cláudio Barra destaca que não há mais motivos para o Tribunal Superior Eleitoral deixar de aprovar a criação da legenda.  Ele ressalta que, ao contrário de outras siglas que tiveram rápido deferimento pela Justiça Eleitoral, o Novo passou quatro anos aguardando sua vez de poder participar formalmente da vida política do país.

“O Novo nasce para resgatar a participação efetiva do cidadão de bem no processo político, ajudando na construção de um Brasil melhor para nossos filhos”, afirma.


Seja o primeiro a comentar este artigo.

Atualizado em ( 25-Jul-2015 )
 
Popularidade de Dilma despenca no Nordeste e rejeição atinge 78,8%, diz pesquisa CNT/MDA
23-Jul-2015
dilma e a espada.jpg
O Nordeste ainda é a região onde a aprovação da presidente Dilma Rousseff (PT) atinge os melhores índices em comparação com outras localidades do País. Porém, o cenário vem se invertendo e a aceitação da gestora vem despencando.
 
A pesquisa mais recente, divulgada nessa terça-feira (21) pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT/MDA), revelou que apenas 17,7% dos entrevistados no Nordeste aprovam o desempenho pessoal de Dilma à frente do governo, enquanto outros 78,8% se dizem insatisfeitos com a gestão.
 
O levantamento anterior, divulgado em março, trazia que a aprovação do governo era 27,1%, enquanto a rejeição atingia 69,2%.
 
De acordo com a sondagem, a avaliação positiva do governo – ótima e boa – caiu de 16,3% para 8,2% de março para julho, no Nordeste. Já a negativa – ruim ou péssimo – atingiu 69,7%. No âmbito nacional, o percentual negativo alcançou 70, 9%. No Sul e Sudeste, os índices de insatisfação superam os 80%, enquanto no Centro-Oeste e Norte o percentual é de 74,4%.
 
O desempenho pífio pode ser justificado pelo agravamento da crise político-econômica no País e o desgaste da relação do governo com o Congresso Nacional.

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Atualizado em ( 23-Jul-2015 )
 
<< Início < Anterior | 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 | Próximo > Final >>

Resultados 1 - 14 de 4151

Frase do dia

  "Uma sociedade corrupta fede"

Do Papa Francisco em discurso em Nápoles, dando um recado local de cunho universalrites



 

Busca

DataBaby

Qual é o maior problema do Brasil hoje?
 

Arquivos

 Jul   Agosto 15   Set

DSTQQSS
   1
  2  3  4  5  6  7  8
  9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031 
Blog ESL
http://www.blogdogeovaldo.com.br/images/stories/twitter.png http://www.blogdogeovaldo.com.br/images/stories/facebook.png
FIEP
Gráfica Marcone
Agencia Virtual